13 thoughts on “Quem Tem Medo Da Capoeira Gospel?

  1. Faria um recorte histórico na idade média na ascensão do puritanismo e das ideias reformistas promovidas pelas fundação das primeiras religiões protestantes, essas novas religiões introduzem a mentalidade de que o acúmulo de riqueza é filosoficamente aceitável e introduzem o conceito de pecado para inibir o tempo livre das pessoas, o tempo do não trabalho. Esse conceito de pecado se estende a tudo que não é trabalho e mais, a tudo que não faz parte dos rituais da fé protestante, ou seja, tudo é pecado no ócio, salvo se estiver relacionado a Deus interpretado pelos protestantes.
    Para o advento do capitalismo essa prática de demonizar o tempo livre caiu como uma luva e foi apoiada de forma contundente pelas lideranças políticas da época, dando força política para o crescimento dos protestantes em geral.
    Grata pelo texto e pelas trocas de ideias. Bjbjbj

  2. Concordo plenamente com todo o texto ,estão querendo mudar as raízes da capoeira. Para mim nunca vai existir capoeira gospel, a capoeira tem suas raízes afro,inclui as cantigas e a saudação aos orixas

    1. Caro amigo, desculpa mas se vc pensa dessa forma então vc não concorda com esse texto todo, ou pelo menos não leu! Na capoeira existe saudação aos orixás pra quem é do candomble ou simplesmente gosta de cantar desta forma, tbm existe do católico, inclusive tão popular quanto às músicas que fazem referência ao candomblé. E como todos nós sabemos, a religião católica tem bastante influência no sofrimento do negro antigamente, diante da intolerância religiosa. Acho que não há esse mal todo como as pessoas vivem falando para ganhar visibilidade… têm seus pontos negativos e positivos como a capoeira ligada ao candomblé e a qualquer religião também podem ter. Não sei se vc tem conhecimento pra falar sobre, mas em algumas rodas de capoeira são cantadas músicas em orumbá, músicas nas quais reverenciam e cultuam os orixás trazendo diversos tipos de energia para a roda. Ninguém fala. Mas como está na moda polemizar tudo de novo que veem, aí ficam nesse mimimi. Se vc não gosta do termo, simplesmente não apoie, mas cada um pode fazer o que quiser! Conheço muitos grupos com nome de Orixás e bandeiras com símbolos e rodas específicas em terreiros de candomblé. Se vivemos e defendemos um país laico, deveríamos ter a mente mais aberta! Mas cada um com sua opinião! E aqui deixo a minha!

  3. Pensa que é mais uma galera alienada, ovelhas que não tem capacidade de pensar um pouco e Ver que isso aí não tem Nada haver com capoeira.
    A capoeira é capoeira com todos seus fundamentos.
    Para de show..!@!

  4. Olá queridos , salve capoeira .
    Bem, sou mestre de capoeira e sou evangélico, faço parte da liderança de uma igreja também, então posso dizer que não sou apenas uma pessoa que se intitula crente .
    Para começar, gostaria de colocar meu ponto de vista aqui, pois estamos passando realmente por um momento de transição de confição de fé em nosso país e por mais que se queira evitar ,com certeza temos e teremos certos ajustes e desconfortos para esta adequação.
    Vejo eu mesmo, em 1990 estava na Europa fazendo shows de Capoeira, Samba de roda , Maculelê e Candomblé e hoje sou evangélico.
    Bem, o que muitos mestres não sabem e acabam criticando as vezes até com razão é que neste momento que estamos passando existe sim discussão e mobilização de muitos e muitos mestres que professam a fé em Jesus Cristo ( Evangélicos) para que se tenha direções claras sobre quais rumos tomar de forma que não estejamos em lados extremos quanto a prática da capoeira e seus fundamentos, ou seja , a grande maioria dos mestres evangélicos não aceitam esta denominação CAPOEIRA GOSPEL , aliás esta nomenclatura está sendo utilizada por uma vertente mais radical e barulhenta que busca a todo custo direcionar as coisas de forma religiosa .
    Gostaria de deixar claro aqui que existe sim um movimento Cristão dentro da capoeira , que se denominam Capoeiristas de Cristo e brigam para terem o direito de continuarem com a prática da capoeira sem se desvincular da comunidade capoeiristas tradicional.
    Agora , infelizmente neste momento existe um vídeo que está sendo espalhado por todo mundo de um culto ao Senhor Jesus que ao meu ver deveria ser algo até de orgulho para a comunidade capoeiristas , onde se quebra os paradiguinas e os dogmas e capoeiristas de diversas regiões do Brasil se reúnem em uma evento fechado , dentro de uma propriedade particular ( chácara) e ao som de Berimbau , pandeiro , atabaques e palmas se alegram , louvam e o momento é tão cheio de unção e Graça que um homem sai rodopiando em êxtase no Espírito Santo .
    Creio que neste momento deveriam separar as coisas para não causar confusão e divisão , pois quando eu me converti a primeira coisas que eu pensei em fazer seria largar a capoeira , mas meu pastor na época falou para mim assim : – Filho , não precisa largar s capoeira , Deus te chamou assim como você é , peça sabedoria para continuar e faça sua capoeira normalmente somente observando para não fazer algo que vá contra os ensinamentos de Jesus .
    Então para finalizar , quando eu era novo convertido e não conhecia direito a palavra de Deus ( Bíblia) eu era um pouco radical , mas aos poucos foi entendendo que a maior preocupação de Jesus não é transformar culturas , dominar povos , apropriar-se de coisas , mas sim transformar corações, fazer de cada um de nós um transmissor de amor e Graça , antes eu vivia cantando louvores para Jesus nas rodas , mas com o tempo fui aprendendo com meu pastor e estudando a Bíblia que a maior oferta para Deus é uma vida digna , reta , com ética e amor pelas pessoas .
    Creio que do mesmo modo que eu errei por não ter sabedoria e conhecimento outros estão errando também e será questão de pouco tempo para que se tenha este ajuste e possamos todos caminhamos juntos e em harmonia .
    Um grande abraço para todos .
    MESTRE SERGINHO DA MARÉ / UBATUBA -Sp

  5. A capoeira não possui regras ela é livre, os grupos colocam números e cores de cordas conforme seu próprio entendimento. Os nomes dos golpes e o tempo para cada corda Tb são definidos como querem. Eles Tb tem liberdade para usar a religião que quiserem. Cada um divulga seu trabalho como quiser. Mestre Bimba criou um monte de coisas e td mundo aceitou. Devemos aceitar as novas mudanças o mundo está cheio de mestres Bimbas fazendo sua história.

  6. Meu nome é Sergio, mais de 28 anos de Capoeira, ensino no exterior e sempre que volto na comunidade onde nasci, na periferia, vejo que existen mais e mais igrejas evangelicas, de todo tipo. Conversando com amigos e camaradas da capoeiragem, realmente vejo que tem mais gente que decide por esta opção de religião. O mestre Ferradura, no texto, mostra também, alguns elementos, que ele mesmo diz “complexos” já que se trata de um tema que não diz respeito só a Capoeira, mais sim todo um sistema de pensamentos que faz parte destas doltrinas e que se apropriam de diversas culturas para, por este meio, chegar a mais gente e expandir seu poder social, politico e econômico. A finalidade dessa expanção é que é o grande problema. Não se trata de fé, neste caso, e sim de imposição cultural, intolerancia para com a diversidade e principalmente controle social. O pensamento final no texto, sugere um dialogo entre todas as pessoas que se indentificam como, capoeiras, capoeristas, etc. Creio que este sempre tem que ser o caminho para qualquer comflito para chegar a algum caminho. Sempre com muita humildade e bem informados. Comento também, que apesar de que a capoeira gospel é uma grande polêmica, tem muita coisa que muitos chamam de tradição na Capoeira e que na verdade foram inventadas apenas para apoiar as relações de poder, questões de genero, entre otras. Para mim um bom termometro é a sua Capoeira: … difunde e PRATICA a liberdade, a igualdade, a solidariedade, o respeito mutuo? Ela é de coração, contribui para a emancipação e autonomia das pessoas, ela apoia e luta pelos direitos de todas e todos? …
    Se sua resposta é sim para todas essas coisas, siga a diante sua Capoeira tem fundamento. Agora si não, aconselho buscar mais informação, aprendizado, ancestralidade entre otros conceitos que nunca pode faltar para a formação de um Capoeira.
    Axé, Salamaleico, A paz do Senhor, Namaste 🙂

  7. Independente da origem e matrizes de uma determinada cultura, seja ela qual for, vai estar sempre majoritariamente sofrendo as influencias das religiões e politicas em vigor… Isso é fato, independe da nossa vontade, infelizmente isso também causa danos terríveis em todos os sentidos. Mas o que leva as pessoas a criarem sistemas religiosos e politico com esse propósitos destruidor de tradições antigas, isso não é só no Brasil que acontece, a historia do homem está recheada desse modelo de perversidade.
    Como diz Krishnamurti:
    “Divisão entre os homens
    Por que existe, temos de perguntar, esta divisão, – os russos, os americanos, os britânicos, os franceses, os alemães, etc. – por que existe esta divisão entre homens, entre raças, cultura contra cultura, uma série de ideologias em oposição a outra? Por quê? Onde é que existe esta separação? O homem dividiu a Terra entre sua e minha – por quê? Será que tentamos encontrar segurança, autoproteção, em um grupo específico ou em uma crença, fé, específica? Porque as religiões também dividiram os homens, colocaram homem contra homem – os hindus, os muçulmanos, os cristãos, os judeus, os capoeirista, bandistas, candomblesistas, etc. O nacionalismo, com o seu lamentável patriotismo, é na realidade uma forma glorificada, uma forma enobrecida, de tribalismo. Numa tribo pequena ou numa tribo muito grande, há um sentido de estar unido, de ter a mesma língua, as mesmas superstições, o mesmo tipo de sistema político, religioso. E a pessoa sente-se segura, protegida, feliz, confortada. E por essa segurança, esse conforto, estamos dispostos a matar outros que têm o mesmo tipo de desejo de estarem seguros, de se sentirem protegidos, de pertencerem a algo. Este terrível desejo de nos identificarmos com um grupo, com uma bandeira, com um ritual religioso, etc., dá-nos a sensação de termos raízes, de não sermos andarilhos sem lar.”
    Religião, no verdadeiro sentido da palavra, não trás separação. Mas, que acontece quando você é muçulmano e eu cristão, ou quando eu creio numa coisa e você nela não crê? Nossas crenças nos separam; portanto, nossas crenças nada tem a ver com religião. O fato de crermos ou não em Deus tem pouca significação; porque aquilo em que cremos ou em que deixamos de crer é determinado por nosso condicionamento. A sociedade em torno de nós, a cultura em que somos criados, imprime em nossas mentes certas crenças, certos medos e superstições a que chamamos religião; mas que nada tem a ver com religião. O fato de você crer de um modo e eu de outro depende, em grande parte, de onde tenhamos nascido, se nascemos na Inglaterra, na Índia ou na América. Assim sendo, crença não é religião, é apenas o resultado de um condicionamento.
    Assim, para descobrir o que seja a verdadeira religião, você precisa investigar profundamente todas essas coisas e libertar-se do medo. É como sair de uma casa escura para a claridade do Sol. Então, você não perguntará o que é a verdadeira religião; você mesmo saberá. Haverá experiência direta daquilo que é verdadeiro.”
    ( O Verdadeiro Objetivo Da Vida – págs. 98 e 99 – Edit. Cultrix )

    Krishnamurti

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *